BEM VIND@ =)

22 de outubro de 2018

Inspirações

Você ainda vai rir disso…

Hoje, vendo um programa sobre viagens que amo, ILHAS PARADISÍACAS no canal OFF, lembrei da minha última viagem: Jericoacoara/CE-Brasil.

No episódio de hoje, uma das meninas que viaja o mundo em busca de belas ilhas, Mariana Goldfarb, aceita o desafio de subir ao topo de uma das ilhas, de bicicleta, horas pedalando no sol. Chega um momento que ela começa a passar mal: falta de ar, cansaço extremo… senta no meio da ladeira, a companheira de viagem, Yasmin Volpato, tenta ajuda-la a se acalmar, parece ser só cansaço e uma crise de ansiedade ou coisa parecida. Ela se acalma e decide terminar a subida, está quase lá…Depois dessa cena, ela quase não fala mais às câmeras, Yasmin expressa mais que ela o sentimento de chegar lá em cima. Mariana só relata um pouco do que sentiu naquele momento, onde passou mal. Dá pra ver que ela não estava bem(humor)após o ocorrido. Achei legal que a produção não a obriga e fingir e falar algo que não está sentindo.

Pois bem, no final do mês de agosto/2018, estive em Jericoacoara/CE. Lá existe uma tal  pedra furada, um dos cartões postais do local. Claro que eu queria muito conhecer! Me foi apresentada apenas uma opção de ir: andar 2km para chegar até lá(depois descobri que tem outras formas mais gentis..haha), e eu estava com minha filha, que tem 7 anos. Curto esportes, corrida, treinos, então não acho tão difícil assim andar 2km(exceto pelo fato de eu nunca ter feito isso com minha filha junto).

Fiz stories no meu instagram, rindo e zoando(de nervoso) nesse percurso. Hoje vendo Mariana tão zangada por sua saga, lembrei do que não postei no insta, a raiva que fiquei após esse percurso…hahaha…hoje tô rindo, achando graça, mas no dia foi #fo**.  Minha filha reclamou pra ir e pra voltar…e quando chegamos a tal pedra, havia uma descida demasiadamente inclinada, tal qual eu não tive coragem de descer com minha filha, nem o pai dela achou seguro fazê-lo(talvez se eu estivesse só, teria arriscado, nem que fosse ao estilo homem aranha, para fazer valer a pena a tal caminhada escaldante sob o sol do nordeste). Ou seja, andamos 4km, ficamos grudentos de suor e areia, “por nada”…foi o que senti na hora, reclamei, fiquei brava, passei uns 3o min extremamente aborrecida, em um lugar lindo…aff..me arrependo mesmo é dessa parte, e não do que vivi nessa tarde.

O ponto é: tentar lembrar de curtir e abraçar, mesmo alguns momentos que nos causem um certo desconforto, raiva até…ainda mais se você estiver numa situação difícil de se repetir(eu não sou o tipo que volta onde já conheceu, quero é o próximo destino). Se agarre nesse momento, agora, viva-o intensamente, aguenta firme, absorve o máximo, filtra o que é bom. E mesmo que não seja fácil, amanhã você terá outra visão da situação.

Hoje dou risada daquele dia, principalmente quando revejo os vídeos, hahaha. E desejo que você encare com o peito aberto a caminhada até a pedra furada, ou se prepare melhor que eu, contrate um guia com um buggy pra te levar até mais perto, com um acesso melhor do que a tal descida íngrime(principalmente se você estiver com criança).

E quando eu for as ilhas na Grécia, como a Mariana foi, eu vou encarar pedalar horas ladeira acima para chegar onde ela chegou, ter aquela vista, aquela história pra contar…mesmo que me falte o ar, ou que eu chore(minha reação a quase tudo é chorar), mesmo assim eu vou encarar, e espero me lembrar de como estou rindo agora do dia que me zanguei com aquele momento da viagem ao Ceará, tentar levar tudo com mais leveza…e depois, vou rir de tudo, amar ter vivido um perrengue ou  outro, em nome da aventura, da experiência, da vida.

Espero que nos arrisquemos, que aproveitemos cada jornada…coragem pra nós!

Se cuida!

P.S: a foto é da pedra furada em Jeri s2

Com amor, Renata Lima.

COMPARTILHE :

Pressione ENTER para buscar ou ESC para sair

Sobre Mim

Sou tantas, cabe tanto em mim…como me definir?!

Eu quero ver o mundo todo!

Seja bem vind@ ao meu blog.

\